Competição de videojogos invade museu

Pela primeira vez, um museu português vai receber uma Game Jam, ou seja, uma competição em que os participantes são desafiados a construir um videojogo de raiz. É já nos próximos dias 22 e 23 que o Museu Nacional Soares dos Reis, no Porto, vai ser palco de uma iniciativa promovida pelo Porto Graphics em parceria com o UPTEC – Parque da Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto.

Durante 32 horas, os participantes terão a oportunidade de percorrer o museu, conhecer as suas exposições de perto e transportar todo esse conhecimento para o jogo que vão criar. A Game Jam é composta por 12 equipas, num total de 60 concorrentes, com um objectivo em comum: desenvolver um jogo inspirado na exposição “A Cidade Global – Lisboa no Renascimento”.

«Desta vez superamos todas as expectativas. O evento foi recebido com um entusiasmo incrível e todas as vagas foram preenchidas no espaço de uma semana após a abertura das inscrições», conta Henrique Pinto da Porto Graphics.

As equipas distinguidas no evento serão premiadas com uma semana de mentoria com especialistas. Além disso, o melhor jogo terá acesso directo a pré-incubação no UTPTEC e um prémio monetário atribuído pela Tech Domains.

No dia seguinte à Game Jam terminar, o museu abre as suas portas para que os jogos criados possam ver a luz do dia. As sessões de apresentações encontrarão na plateia o júri do evento mas também o público, que poderá experimentar cada um dos jogos, conhecer as equipas e visitar a exposição.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Mercer: Power to the people
Automonitor
Primeiras imagens oficiais do novo VW Golf