Cão chamado Pi ajuda crianças a ler

As escolas básicas nº 72 e Fernanda de Castro, em Lisboa, são palco de um projecto-piloto que ensina crianças a ler com a ajuda de um cão. O Pi é um golden retriever treinado para ouvir que, todas as semanas, visita as duas escolas para acompanhar 13 crianças com dificuldades no campo da leitura e compreensão.

“Festinha da Leitura” é nome do projecto gratuito que tem na sua base a terapia assistida. Neste caso, o assistente é o Pi, que ajuda as crianças a confiarem em si próprias. «A terapia assistida por animais é uma excelente forma de praticar a leitura em voz alta pois os cães são ouvintes calmos e, contrariamente às outras crianças ou aos adultos, jamais serão críticos quando uma criança se engana ou se atrapalha a ler», explica Rosário Grou, psicóloga e terapeuta responsável pela iniciativa.

O “Festinhas da Leitura” é promovido pelo Cetelem, no âmbito do seu programa de responsabilidade social “Tem tudo a Ler”. A Junta de Freguesia da Estrela apoia o projecto-piloto.

O programa “Tem Tudo a Ler” promove ainda outra iniciativa em parceria com a Universidade Nova de Lisboa. O Cetelem desafiou os seus colaboradores a serem voluntários em escolas básicas, tendo em vista o apoio de crianças na leitura. São 12 os trabalhadores que disponibilizam uma hora do seu horário laboral para acompanhar 18 crianças em Vila Nova de Gaia e em Lisboa, a propósito do projecto “Voluntários da Leitura”.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Que propósito move os profissionais?
Automonitor
EMEL deixa mais de 120 pessoas à espera de lugar por causa de artista