Bolt quer automóveis autónomos até 2026

A Bolt quer que a sua frota inclua também automóveis autónomos e já estabeleceu o prazo para cumprir o objectivo: 2026. Neste sentido, a plataforma de mobilidade – que concorre em Portugal com serviços como Uber e Kapten – criou uma parceria com a universidade estónia de Tartu, que envolve um projecto de investigação focado no desenvolvimento da condução autónoma.

«Já estamos a ajudar milhões de pessoas a circularem nas suas cidades de forma fácil e rápida. Com a crescente procura por serviços de ride-hailling, a tecnologia de veículos autónomos irá proporcionar uma solução para problemas de transporte numa escala cada vez mais ampla», afirma Jevgeni Kabanov, director de Produto da Bolt, justificando a aposta.

Segundo a Bolt, não é a primeira vez que a condução autónoma integra a agenda da plataforma. Já foram realizados concursos de machine-learning que desafiavam os participantes a modelar uma frota autónoma com recursos a dados da plataforma. A nova parceria com a Universidade de Tartu representa um novo passo neste caminho.

A investigação que agora arranca visa alcançar a autonomia de nível 4, ou seja, que não exige intervenção humana na maioria das situações. Excepção feita a áreas desconhecidas ou condições climáticas extremas.

«Em vez de desenvolvermos o nosso próprio veículo, o objectivo deste projecto é construir a nossa própria tecnologia autónoma, com foco em software e mapas, além de plataformas existentes e software de código aberto. Esta abordagem permite-nos potenciar a experiência da nossa equipa em deep learning, mapas e optimização», adianta ainda Jevgeni Kabanov. Os primeiros testes em estrada deverão acontecer já no início de 2020.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Quer poupar 700€ por ano no seguro do carro? Saiba como