Apple já não é a marca mais valiosa do mundo

A Amazon ultrapassou a Apple e conquistou o primeiro lugar no top das marcas mais valiosas do mundo. De acordo com a edição deste ano do BrandZ, ranking elaborado pela Kantar, a gigante norte-americana de comércio electrónico vale 315,505 mil milhões de dólares (cerca de 281,3 mil milhões de euros), registando uma subida de 52% em relação a 2018.

A Apple desce para o segundo lugar, com uma avaliação a rondar os 309,5 mil milhões de dólares (276 mil milhões de euros), com um crescimento de apenas 3%. Seguem-se Google, Microsoft, Visa, Facebok, Alibaba, Tencent, McDonald’s e AT&T.

Do total do top 10, oito são norte-americanas e duas são chinesas. Além disso, todas elas viram o seu valor subir, com excepção do Facebook (-2%) e da Tencent (-27%). Olhando para o top 100, o total das marcas contempladas somam 4,7 milhões de milhões de dólares (4,2 milhões de milhões de euros), um novo valor recorde.

Segundo o BrandZ, o Instagram foi a marca que mais cresceu, tendo saltado 47 lugares graças a um aumento de 95% no seu valor: actualmente, a marca Instagram vale 28,2 mil milhões de dólares (25 mil milhões de euros). O luxo, por seu turno, é a categoria que mais rápido cresce (+29%), à frente do retalho (+25%).

«Estamos a assistir a uma passagem de marcas de um só produto ou serviço para uma nova era de ecossistemas altamente distuptivos. As marcas precisam de compreender o valor que este modelo pode criar e devem abarçar esta abordagem para terem sucesso no futuro», sublinha David Roth, chairman do BrandZ.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?