Anúncios pop-up são os mais detestados

Numa escala de 0 a 100, onde 0 significa nada incómodo e 100 totalmente incómodo, os norte-americanos atribuem 63 pontos aos anúncios pop-up. Os utilizadores alemães sobem o valor para 65 e os franceses para 73. Os dados pertencem a um estudo elaborado pelo AdBlock, o bloqueador de anúncios mais popular, em conjunto com a Ipsos.

Tendo em conta este resultado, o mesmo estudo indica que os utilizadores norte-americanos não se importam tanto quando surgem anúncios em pesquisas (19,9), anúncios em formato de texto ao lado de determinado conteúdo (23,7) ou anúncios no Twitter (26,1). O que incomoda, de facto, os utilizadores são anúncios que quebrem a fluidez natural da experiência online. Um banner num site não interrompe a pesquisa ou a leitura de conteúdos, mas um anúncio pop-up que surja sem ser convidado e que obstrua a visão pode ser suficiente para fechar a página.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Conselhos para conduzir à chuva