Anúncios na Super Bowl podem custar 5 milhões

Já começou a corrida à Super Bowl. A competição que decide o primeiro lugar da principal liga de futebol norte-americano (NFL) acontece apenas a 2 de Fevereiro do próximo ano mas o espaço publicitário associado ao evento já está à venda. Aliás, 78% do espaço já está vendido, segundo adianta a Adweek.

Sendo este um dos principais momentos publicitários para as marcas nos Estados Unidos da América, o preço a pagar por apenas 30 segundos pode chegar aos 5,6 milhões de dólares (cerca de cinco milhões de euros). De acordo com Seth Winter, executive vice president Sports Sales na Fox Sports – responsável pela venda do espaço –, trata-se de um novo recorde: «Tudo o que fizemos este ano tem estado acima dos 5,2 milhões de dólares (4,7 milhões de euros).»

A mesma publicação explica que, habitualmente, aos anunciantes que compram apenas um slot é cobrado o preço mais elevado. Por outro lado, as marcas que decidem adquirir vários slots ou estabelecer uma parceria mais alargada com a Fox Sports beneficiam de descontos especiais.

No ano passado, quando a venda do espaço publicitário durante a Super Bowl estava nas mãos da CBS, os valores máximos estiveram entre os 5,1 e os 5,3 milhões de dólares (4,6 e 4,8 milhões de euros) por anúncios de 30 segundos.

Neste momento, dos 77 slots que compõem o espaço publicitário durante o jogo existem apenas 17 vagos. A Fox não revela quais as marcas que já asseguraram o seu lugar, mas indica que Automóveis, Tecnologia, Bebidas, Bens de Grande Consumo, Retalho e Telecomunicações são as categorias mais fortes.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Esta empresa está no top 3 das empresas mais atractivas para jovens
Automonitor
FIA escolhe Braga como palco do Hill Climb Masters 2020