Alcatel-Lucent elimina 10 mil postos de trabalho

alcatel_2A fabricante francesa de equipamentos de rede Alcatel-Lucent anunciou que pretende cortar 10 mil postos de trabalho até 2015. A medida integra um plano de redução de custos através do qual a companhia pretende poupar mil milhões de euros.

De acordo com a agência Bloomberg, os despedimentos anunciados representam cerca de 14% da força laboral da Alcatel-Lucent, que em Dezembro de 2012 tinha um total de 72 mil colaboradores em todo o mundo. Cerca de 4100 despedimentos serão realizados na Europa (900 dos quais em França), Médio Oriente e África, 3800 na Ásia e 2100 no continente americano.

Esta é apenas mais uma de sucessivas vagas de despedimento anunciadas pela Alcatel-Lucent no último ano – a última foi anunciada em Julho passado, envolvendo 5000 postos de trabalho. A companhia, sediada em Paris, França, tem sido penalizada pela maior pressão sobre os preços dos equipamentos, pelo menor volume de encomendas dos seus clientes europeus e pela maior concorrência de players asiáticos, como a Huawei ou a ZTE.

Segundo a agência Bloomberg, que cita fontes ligadas ao processo, a Alcatel-Lucent pode vir a aliar-se à Nokia, uma das suas principais concorrentes. A companhia finlandesa vendeu no mês passado a sua unidade de telemóveis à Microsoft, e irá agora focar-se na produção de equipamentos de telecomunicações.

A Alcatel-Lucent reportou prejuízos nos últimos cinco trimestres. Em 2012, a empresa acumulou perdas de 1,2 mil milhões de euros.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Os números não enganam. Portugal está entre os piores pagadores
Automonitor
Combustíveis: Boas notícias para os condutores a partir desta segunda-feira