3 passos para construir a agência do futuro

Bryan Wiener, executive chairman da agência de publicidade 360i, acredita que existirá, certamente, mais do que um modelo para o sucesso, mas que existem três áreas fundamentais em que as agências terão de apostar para sobreviverem nos próximos anos. Num artigo publicado na AdAge, o responsável lembra que o ambiente de caos e competição em que vivemos poderá ser também sinónimo de oportunidade.

Eis, então, os três passos para construir a agência do futuro:

1 – Desenvolver storytelling que prenda a atenção. Na era da Internet e da informação quase sem limites, as marcas terão de se destacar através da criação de ligações emocionais com os consumidores. As agências devem, por isso, especializar-se na área do storytelling para responder ao desafio que é aproximar a população não só dos produtos e serviços, mas também das próprias marcas. Adicionalmente, o storytelling tem de ser pensado com base nas novas plataformas digitais e nos formatos que mais chamam a atenção do consumidor;

2 – Abordagem guiada por dados. As agências devem estar preparadas para descobrir dados sobre os consumidores e, mais tarde, saber trabalhá-los. Isto significa também que as agências não podem trabalhar com dados de há dois anos, devem actualizar-se constantemente para acompanhar a evolução do consumidor;

 3 – Conduzido pelo digital mas não digitalmente limitado. Para Bryan Wiener, a agência do futuro terá de ser capaz de levar a cabo um planeamento estratégico multiplataforma e que não se centre apenas num canal, ainda que o digital possa ter um peso mais significativo. É necessário apresentar pacotes de serviços aos clientes e não apenas uma proposta relativa a um único serviço.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão