Os novos “C” do pós-Covid: confiança, consumo e convívio

Por Carla Cruz
Directora Comercial Administração Pública dos CTT

Dois meses depois de estar confinada voltei ao escritório por uns breves instantes. Parecia um daqueles filmes tipo Chernobyl, em que saímos porta fora e deixámos tudo como estava, a aguardar por um rápido regresso – a primeira percepção que registei foi o silêncio ensurdecedor; depois e olhando pelo open space, vi cadeiras vazias com casacos deixados nas costas, papéis meio-escritos em cima das mesas, revistas entreabertas e correio por abrir. Abandono e solidão, uma sensação horrível. Mais uma das consequências deste confinamento.

Mas agora já basta.

Temos de retomar e viver a nossa vida, com confiança e ponderação, e ganhar coragem para desafiar este novo paradigma – sair de casa.

As primeiras memórias que guardo do meu desconfinamento são as lojas e restaurantes vazios e obsessivamente limpos como nunca se viu. É urgente todos, marcas e consumidores, agirem e recomeçarem a comprar e desfrutarem – as pessoas não consomem que justifique a reabertura das lojas e este ciclo vicioso tem que ser rapidamente contrariado.

E é aqui que as marcas assumem uma relevância incremental para nos encorajarem, individual e colectivamente, a este regresso responsável: o desafio continuará a incidir no incentivo da confiança dos consumidores mas, acima de tudo, apostar também na experiência de compra para ultrapassarmos o desconforto das máscaras, das filas, do distanciamento, da falta de convívio e do excesso de limpeza.

Cada um de nós tem um papel activo neste regresso, que se quer célere mas seguro; temos que reaprender a estar uns com os outros, mais distantes mas fisicamente juntos. Confiantes que as “lessons learned” deste período nos tornaram mais responsáveis e aptos a consumir e a conviver neste novo normal… Continuarei a fazer as minhas encomendas online, mas também quero voltar a comprar nas lojas. Sem receios ou desconfortos.

Queremos saborear o Verão numa esplanada sem “grandes distâncias” e brindar… queremos ir dançar nos concertos… ir treinar com os amigos… assistir nos estádios aos jogos de futebol e gritar pelo Glorioso.

Eu vou. Venham também. Juntos vamos voltar a consumir e celebrar a vida.

Artigo publicado na Revista Marketeer n.º 287 de Junho de 2020

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...