“O Mar Como Nunca o Viu” no Oceanário de Lisboa

Já arrancou a exposição do Oceanário de Lisboa sobre o mar de Portugal, desde os Açores ao Algarve, passando pela Costa Alentejana, Cascais, Sintra, Nazaré ou Aveiro. “One – O Mar Como Nunca o Sentiu” apresenta-se como uma homenagem ao oceano, desenhada pela cineasta e fotógrafa Maya de Almeida Araújo.

Trata-se de uma instalação artística que promete uma experiência imersiva pelas águas de Portugal, fruto de dois anos de produção – que incluiu oito meses de filmagens. Presente no átrio do Oceanário de Lisboa, a exposição visa retratar a ligação profunda da Humanidade com o oceano.

«Pretendemos, com esta obra, inspirar orgulho pelos magníficos seres que habitam o oceano, em Portugal. Expor uma obra de arte única, digna de qualquer grande museu internacional, é inesperado e irá surpreender quem nos visitar», comenta João Falcato, administrador do Oceanário de Lisboa.

De acordo com o mesmo responsável, a ambição é de proporcionar uma «experiência inédita e incutir um sentimento de admiração e responsabilidade pela preservação deste mundo subaquático magnífico».

Por seu turno, Maya de Almeida Araújo explica que “One – O Mar Como Nunca o Sentiu” é uma viagem introspectiva. A artista sublinha que «estamos ligados ao oceano de forma física, cognitiva e emocional porque somos manifestações da própria vida e essa sabedoria vive dentro de nós. No oceano somos um».

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...