L’Oréal quer atingir neutralidade carbónica até 2025

Um dos maiores grupos de beleza e cosmética do Mundo revela hoje um plano ambicioso no que à sustentabilidade diz respeito: a L’Oréal diz estar a trabalhar para que todos os seus locais de produção, administração e investigação alcancem a neutralidade carbónica até 2025. Isso significa melhorar a eficiência enegértica e recorrer a 100% de energia renovável.

A meta faz parte do programa “L’Oréal for the Future”, que envolve ainda outros dois objectivos. Até 2030, todos os plásticos utilizados nas embalagens dos produos da L’Oréal serão de fontes recicladas ou de base biológica e, também no prazo de 10 anos, o grupo pretende reduzir em 50% as emissões de gases de efeito de estufa por produto acabado (face a 2016).

O programa envolve ainda a alocação de 150 milhões de euros para enfrentar problemas sociais e ambientais urgentes. Neste caso, a intenção é contribuir para solucionar os desafios do planeta, apoiando as necessidades mais prementes.

«A revolução sustentável da L’Oréal está a entrar numa nova era. Os desafios que o planeta está a enfrentar são inéditos e é essencial acelerar os nossos esforços para preservar um espaço operacional seguro para a humanidade», explica Jean-Paul Agon, presidente e CEO da L’Oréal, acrescentando que o objectivo do grupo é claro: «Operar dentro dos limites do planeta.»

Também nesse sentido, a L’Oréal desenvolveu um mecanismo de rotulagem de impacto ambiental e social do produto, com uma escala de A a E. Certificado por especialistas independentes e validado também por um auditor externo, este sistema será implementado progressivamente em todas as marcas e categorias, sendo que a Garnier será a primeira já este ano.

Em Portugal, a L’Oréal aderiu ao Compromisso Lisboa Capital Verde Europeia 2020 – Acção Climática Lisboa 2030, criando um plano que visa superar as metas ambientais definidas pela Câmara Municipal de Lisboa. Energia, Mobilidade e Economia Circular serão algumas das áreas de acção.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...