Gastos em snacks e bebidas fora de casa aumentam 8%

O gasto global fora de casa (OOH) em snacks e bebidas não alcoólicas está mais próximo dos níveis de 2020, com um aumento de 27% no último trimestre, graças a um desempenho particularmente forte na Europa e Brasil. Isto equivale a um aumento total de gastos em snacks e bebidas de 8%.

Este é o quarto trimestre consecutivo em que existe uma tendência de crescimento positiva, conclui um estudo da Kantar. Contudo, embora a recuperação tenha sido mais rápida do que o esperado, o valor proveniente do OOH ainda tem de evoluir até serem restaurados os níveis pré-pandémicos.

Refrigerantes, café e gelado são as categorias que mais crescem em OOH. Gelado é a única categoria em que o equilíbrio de valor entre OOH e consumo em casa foi totalmente restabelecido – na verdade, a parcela de gastos OOH é maior do que era antes da pandemia, demonstram os dados.

Em geral, as categorias de snacking foram mais resilientes do que as bebidas, uma vez que houve uma diminuição menor no valor OOH, mas ao mesmo tempo deu-se um crescimento no consumo em casa, permitindo às famílias reproduzirem em casa as ocasiões que faziam fora.

Ainda assim, os gastos em snacks salgados em OOH ainda não regressaram aos níveis pré-pandemia, com uma quota de 26% do gasto combinado em OOH e para casa em comparação com 28% no primeiro trimestre de 2020.



Artigos relacionados
Comentários
A carregar...