Aplicação de eventos Fever chega ao Porto

Cerca de um ano e meio depois de ter aterrado em Lisboa, a Fever ruma a Norte. A aplicação dedicada ao mundo do entretenimento e experiências – que também desenvolve os seus próprios eventos – promete ajudar a população do Porto a fazer planos para o fim-de-semana (e não só).

Nos primeiros seis meses de 2020, a Fever pretende adicionar até mais 100 eventos ao seu portefólio de sugestões. Partindo das preferências indicadas pelos utilizadores e da sua actividade na aplicação, a Fever identifica oportunidades no mercado e reduz o risco associado à organização de eventos – desde Agosto de 2018, já promoveu perto de 200 Fever Originals, os seus eventos em nome próprio.

«Acreditamos que a Fever poderá ser uma óptima ferramenta para dar visibilidade aos excelentes eventos e experiências que já existem na cidade, ajudando os organizadores a promover-se junto de uma audiência que procura o que fazer. E para os utilizadores, será muito mais fácil escolher o que fazer no fim-de-semana», conta Gil Belford, general manager da Fever em Portugal.

Em comunicado, a Fever indica ainda que a chegada ao Porto faz parte de um investimento de até cinco milhões de euros em eventos no mercado português até ao final de 2020. Na Invicta, a Fever conta com uma equipa local com três elementos, que pretende aumentar ao longo do próximo ano.

Diana Branco, responsável pela área dos Fever Originals, adianta que esta será uma forte aposta da aplicação. A plataforma pretende investir na co-criação de novos eventos através da análise de dados e tendências, juntamente com produtores locais. «Para começar, iremos lançar com algumas datas para a nossa experiência ‘Candlelight’, que são concertos de música clássica iluminados à luz das velas. Estes eventos têm sido um sucesso um pouco por todo o mundo, de Paris a Nova Iorque, e é com muitas expectativas que os trazemos para a cidade do Porto», revela.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift