Academia Compal atribui bolsas de 20 mil euros

Márcio Pinheiro, Nuno Carvalho e Olívia Calvo são os vencedores da edição de 2015 da academia do Centro de Frutologia Compal e de bolsas de instalação no valor de 20 mil euros. As bolsas deverão ser utilizadas na implementação dos projectos de desenvolvimento de explorações frutícolas apresentados.

O projecto de Márcio Pinheiro passa por instalar um pomar de maçãs na região do Douro, começando com uma área de cinco hectares. A ideia é chegar às 300 toneladas em 2019. Por sua vez, Nuno Carvalho escolheu a região do Fundão para instalar um pomar de 15 hectares de cerejas e de pêssegos. Até 2019, pretende produzir 96 toneladas. Já Olívia Calvo chega da Ericeira para reconverter uma exploração de 4,25 hectares em Resende. Para 2019, o objectivo é produzir 115 toneladas de ameixas Rainha Claúdia, de cerejas e de figos.

José Jordão, presidente do Centro de Frutologia Compal, conta, em comunicado, que esta «é uma «oportunidade para os empreendedores se aproximarem das realidades do sector e que os ajuda a produzir as melhores frutas, a gerir pomares sustentáveis e inovadores e a tornarem-se mais competitivos no mercado».

Os vencedores foram conhecidos, hoje, na cerimónia de atribuição de bolsas do centro, que serviu também para debater o tema “Ser empreendedor na fruticultura: oportunidades e desafios em Portugal”.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Saiba como competir além-fronteiras. E vencer.
Automonitor
Fiat Professional lança novo Tipo Van