Yahoo sem presidente

yahooA Yahoo anunciou hoje a renúncia do presidente Roy Bostock e de outros três administradores.

Conforme se pode ler no site da empresa, a mudança faz parte de um processo de renovação. Por isso, e dentro em breve, deverá assistir-se à nomeação de um novo Conselho de Administração que terá como objectivo dar condições de crescimento à empresa.

Recorde-se, contudo, que a saída de Roy Bostock sucede-se à de Jerry Yang, co-fundador do motor de busca, a 18 de Janeiro. Jerry Yang, que em 1995 fundou a empresa juntamente com David Filo, não esclareceu o motivo da sua saída. Porém, alguns meios de comunicação internacionais especularam que a demissão estaria relacionada com o facto de a companhia estar a equacionar alienar as suas acções nos dois grandes parceiros asiáticos, solução com a qual Yang não concordaria. A Yahoo, refira-se, detém 40% do capital do grupo chinês Alibaba e 35% da subsidiária japonesa da Yahoo.

As posições firmes de Jerry Yang dentro da administração da companhia valeram-lhe o cognome de “chefe Yahoo”. Em 2008, Yang foi um dos principais responsáveis por o grupo ter rejeitado uma oferta de aquisição por parte da Microsoft no valor de 47,5 mil milhões de dólares (aproximadamente 37 mil milhões de euros, no câmbio actual). Desde então, a empresa já perdeu mais de metade do seu valor de mercado, valendo actualmente 19,1 mil milhões de dólares, segundo a Bloomberg. No seguimento desta decisão, Yang acabaria por ser substituído no cargo de CEO, em Janeiro de 2009, por Carol Bratz, que acabou por sair da empresa em Setembro último. Depois de mais de quatro meses sem liderança, a Yahoo contratou Scott Thompson, antigo presidente da PayPal, que tomou posse há menos de duas semanas. Thompson tem agora em mãos a missão de inovar uma empresa que tem perdido consumidores para concorrentes de peso, como Google e Facebook.

O anúncio da saída de Roy Bostock levantou algumas dúvidas sobre se os esforços do Yahoo para vender as suas participações minoritárias ao Yahoo Japan e à Alibaba teriam eventualmente abrandado.

Em carta enviada Roy Bostock afirma que o desenvolvimento da empresa continua dependente das negociações com os parceiros asiáticos do Yahoo, mas acrescenta: «A natureza e complexidade dessas operações é significativa».

Quanto ao futuro Conselho de Administração, o que se sabe é que deverá contar com independentes, como Alfredo Amoroso e Maynard Webb Jr.. Amoroso foi presidente e conselheiro de empresas como a Rovi Corporation ou o META Group, para além de ter pertencido ao comité de gestão da IBM. Webb foi chefe de operações do eBay, entre outros cargos no sector.

O Yahoo já liderou os motores de busca da internet, tendo sido ultrapassado pelo Google e estando ameaçado pelo Facebook (em receitas publicitárias).

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Kapten lança função de arredondamento solidário