Verbas do Estado rejeitadas pelo Observador e Eco não serão distribuídas

O montante que o Estado iria alocar à compra antecipada de publicidade instituicional nos jornais Observador e Eco, que entretanto recusaram esse apoio, não será distribuído. A informação é avançada à Lusa por fonte governamental. Ao todo, seriam mais de 100 mil euros que, agora, ficam sem destinatário.

Recorde-se que o Governo português disponibilizou 15 milhões de euros para a compra de espaço publicitário em meios nacionais e regionais. No dia 28 de Maio, foi publicada em Diário da República a rectificação dos valores referentes a cada órgão de comunicação social, estabelecendo que 90,5 mil euros seriam para o Observador e 18,8 mil euros para o Eco (Swipe News).

Isto já depois de ambos terem rejeitado a medida por considerarem que os critérios de escolha dos meios não tinham sido claros.

Questionada pela Lusa sobre o que acontece agora a estas verbas, fonte governamental disse que este “dinheiro não será distribuído”.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...