Uma campanha que durou 4 horas, em directo e (quase) em improviso

Dalila caixa plimNa passada terça-feira a Fullsix lançou uma campanha para a CGD que foi em tudo desafiante e uma novidade para todos os envolvidos – uma acção feita apenas durante 4 horas, em directo, no Alentejo e com uma grande dose de improviso.

A ideia consistia em mostrar a utilidade da nova app Caixa Plim para pequenos pagamentos entre amigos em situações inesperadas. Por isso mesmo, decidimos que nesta campanha o imprevisto seria o rei. Pusémos uma rapariga, em directo, a precisar de ajuda e a improvisar durante 4 horas.

Era uma campanha com risco envolvido, mas também com um grande potencial de inovação e envolvimento. Por isso mesmo, todos os processos de criação, desenvolvimento, pré-produção e produção tiveram um papel vital no sucesso da acção.

Tudo foi criado e produzido inhouse, com uma equipa de mais de 30 pessoas e vários meses de trabalho.

Foram desenvolvidos perfis de personagens, foi escrita toda a narrativa por trás da acção, foram criados filmes tutoriais, filmes de enquadramento, pre-rolls e follow-up. Foram previstas 4 horas de acontecimentos sucessivos, sempre contando com as “Leis de Murphy.”

Foi desenvolvido um site responsive de raíz, foi feita uma campanha de display e youtube intensiva apenas durante as 4 horas do streaming.

Foi feito um casting quase impossível, na procura de uma actriz com à-vontade suficiente para criar interesse durante 4 horas. Tinha de saber cantar e tocar guitarra, e de ser naturalmente bem-disposta. Encontrámos a Dalila. O caseiro, tinha de ter o mesmo à-vontade com as câmaras e conhecimentos sobre o campo e animais.

parabólicaO projecto baseia-se num live streaming de vídeo, em HD, a partir de uma quinta no meio do Alentejo. Não existia fibra, nem cabo e a ADSL tinha 1/7 da velocidade que precisávamos. 4G também não era suficiente. Tivemos que optar por uma solução menos habitual: internet por satélite! Montámos uma antena parabólica, no topo de uma rampa para ovelhas, para poder emitir o sinal de internet de um local sem obstáculos e com velocidade necessária para uma transmisssão em HD. Assim, o stream da Dalila, vai primeiro ao espaço, depois para Itália, onde é re-encaminhado para os servidores de vídeo que fazem a distribuição!

Houve um trabalho muito intenso de produção com uma coordenação exemplar para controlar toda a acção em real-time.

Houve nervos, imprevistos, situações caricatas. Cavalos que fugiram em set nos ensaios, mudança de cenário a poucos dias do streaming, galinhas que puseram ovos em directo.

No balanço final, ficou um projecto ultra-desafiante mas compensador para todos na mesma medida.

Texto de Francisco Chatimsky e Mafalda Quintela, directores criativos responsáveis pela ideia.

Criativos Fullsix
Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...