Turismo precisa de concertação em Portugal

Era importante que, em 2020, se pudesse sentir uma maior concertação no sector. Foi uma das conclusões saída da troca de opiniões, visões e experiências do pequeno-almoço realizado no Hotel Dom Pedro Lisboa.

Texto de Sandra M. Pinto

Fotos de Sérgio Miguel

A opinião é generalizada: o ano de 2019 foi extremamente positivo para a actividade turística. De facto, os resultados do turismo em 2019 superaram os de 2018. Mas terão sido só “rosas” ou há alguns “espinhos” encravados no sector que não lhe permitem crescer ainda mais? Que não existe felicidade plena, todos sabemos, mas que a felicidade pode sempre ser objecto de melhorias é um facto aceite por todos. Assim, para a Confederação do Turismo Português, na pessoa do seu presidente, os atrasos no aeroporto do Montijo e as filas no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras foram os dois maiores problemas para o sector. Mas serão só estas as questões que preocupam as empresas e os profissionais que actuam no sector do turismo em Portugal?

Este e outros temas serviram de base ao pequeno-almoço que teve lugar no Hotel Dom Pedro Lisboa, e onde estiveram presentes: Álvaro Covões (Everything is New), Catarina Pádua (Grupo Vila Galé), Catarina Zagalo (ANA – Aeroportos), Eduardo Cabrita (MSC Cruzeiros), João Pinto Coelho (Grupo Onyria Resorts), Paulo Monge (SANA Hotels), Pedro Miguel Ramos (SANA Hotels) e Solange Moreira (Be Live Hotels).

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Fevereiro de 2020 da revista Marketeer.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...