Trabalhadores do Grupo Dia vão usar Portuguese Masks

O fardamento oficial de todos os colaboradores das lojas Minipreço e Clarel vai passar a contar com máscaras do projecto Portuguese Mask, lançado pela agência Ivity no final do mês de Abril. O Grupo DIA fechou uma parceria com esta marca no sentido de oferecer aos seus trabalhadores máscaras sociais desenvolvidas e produzidas em Portugal e com dupla certificação do CITEVE.

Ao mesmo tempo que protege os funcionários, o Grupo DIA quer apoiar a economia nacional, nomeadamente a indústria têxtil. «Temos uma missão a cumprir com os nossos clientes, servindo-os diariamente com todos os requisitos de segurança, mas também queremos ser parte integrante da revitalização da economia nacional, tão fortemente atingida pela pandemia do COVID-19», comenta Miguel Guinea, presidente executivo da DIA Portugal.

O responsável sublinha ainda as características distintivas do Portuguese Mask, nomedamente a qualidade do algodão, o conforto e a respirabilidade das máscaras. «A economia nacional pode contar connosco e estaremos sempre ao lado de projectos que contribuam activamente para a defesa da indústria portuguesa», acrescenta Miguel Guinea.

Carlos Coelho, founding partner da Ivity, acrescenta que a adesão do grupo retalhista é «um sinal claro e inequívoco de apoio». O responsável considera que vivemos um momento especial da história das marcas em que o conteúdo vale mais do que o contexto e, nesse sentido, «chegou a hora de agir e proteger as pessoas; chegou a hora das marcas tomarem a sua posição neste gigante desafio de proteger uma sociedade inteira».

Carlos Coelho sublinha ainda que proteger as pessoas e a indústria é também uma forma de proteger a marca Portugal. Cabe às marcas estarem mais perto das pessoas, especialmente nesta altura de vulnerabilidade da sociedade.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...