Spanair avança com processo de falência

spanair2A companhia aérea catalã Spanair já apresentou um pedido de protecção contra os credores num tribunal de Barcelona, avança o Wall Street Journal, que cita um porta-voz da empresa. O anúncio surge na sequência da interrupção total e permanente das operações da companhia low-cost na passada sexta-feira, que pousou toda a sua frota, deixando em terra mais de 22 mil passageiros durante o último fim-de-semana.

De acordo com o Wall Street Journal, a Spanair, a segunda maior companhia aérea espanhola em número de voos, tem um passivo superior a 300 milhões de euros. Depois do pedido de protecção contra credores, a empresa aguarda agora autorização jurídica para extinguir todos os postos de trabalho.

Os planos para suspender todos os voos e apresentar o pedido voluntário de insolvência foram, segundo a mesma fonte, determinados no final da semana passada, pouco depois de a Qatar Airways ter abandonado as negociações para a aquisição da congénere espanhola, as quais duravam há meses.

A falta de investidores, aliada ao fim do apoio financeiro do governo regional da Catalunha, ditou assim o colapso de uma das maiores companhias espanholas. Mas outras já se posicionam para ocupar a vaga deixada pela Spanair. Ontem, a rival low-cost Vueling Airlines, anunciou que pretende aumentar o fluxo de voos nalgumas das rotas que a companhia em vias de extinção servia. A perspectiva de aumento da quota de mercado levou, ontem, a que as acções da Vueling fechassem a subir 25%, para 5,10 euros por acção, na praça bolsista de Madrid.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...