Sector de Eventos está disponivel para montar hospitais temporários

O Grupo Factory diz estar disponível para ajudar a montar hospitais temporários, centros de triagem ou salas de isolamento. Com o sector dos eventos totalmente parado, o grupo decidiu lançar um movimento sob o mote “COVID-19 – Vamos ajudar Portugal”. Juntou-se à Associação Portuguesa das Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos (APECATE) e, juntos, apresentam-se ao serviço para apoiarem a comunidade médica e a populção em geral da forma que puderem.

«Estamos em comunicação com toda a comunidade de eventos em Portugal e gostaríamos de colocar à disposição os nossos meios para, em conjunto, nos mobilizarmos em auxílio», adianta um responsável do Grupo Factory. Em comunicado, explica que há tendas, contentores, mobiliário, geradores, aquecedores, sistemas de canalização, sistemas eléctricos, entre outros, em armazém.

Segundo a APECATE, o sector dos congressos, animação turística e eventos tem sido determinante para o crescimento económico do País. Hoje, porém, está totalmente paralisado, acumulando já mais de 200 milhões de euros de prejuízos. Estima-se também que a pandemia afecte mais de 30.000 pessoas da área.

«Considerando a actual situação que a todos implica, é sempre de apoiar e incentivar as iniciativas que têm como objectivo dar o seu contributo para minorar as implicações do problema causado pelo COVID-19», comenta António Marques Vidal, presidente da dirceção da APECATE. Segundo o responsável, a iniciativa partiu de três empresários mas está a ter adesão por parte de todo o sector.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...