Seat quer rentabilidade sustentável até 2025

O plano estratégico da Seat para os próximos 10 anos assenta em três pilares: criar modelos para os segmentos em expansão com elevada margem, aplicando a fórmula do Leon, dar prioridade ao cliente e ser o empregador mais atractivo da indústria automóvel espanhola. Tudo isto para conseguir o principal objectivo a que se propõe, o de atingir a rentabilidade sustentável até 2025.

A estratégia foi apresentada, num encontro entre 550 chefias e directores dos mercados da marca, por Francisco Javier García Sans, presidente da administração da Seat, e Luca de Meo, presidente executivo da Seat. Para os próximos dois anos ficaram prometidos quatro novos modelos, sendo que o primeiro a ser lançado será um SUV compacto – estreia para a Seat – já na primeira metade de 2016.

Prestes a ser aplicado está também um programa de eficiência que pretende gerar uma poupança anual nos custos na ordem dos 100 milhões de euros, para além de agilizar as operações. O Leap servirá para “proteger o investimento programado e destinado a renovar a gama de produtos que reforçará a marca”, explica a Seat em comunicado, acrescentado que o referido investimento arrancará com a adaptação da Linha 1 de produção em Martorell e com a criação de uma nova plataforma.

No encontro, Francisco Javier García Sanz aproveitou ainda para reafirmar o compromisso do Grupo Volkswagens com a Seat, tendo dito que o grupo «tem total confiança» nos planos da Seat e que «este é o momento de agir com planos a médio e longo prazo, principalmente depois da notícias das últimas semanas».

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...