S. João da Madeira aposta no turismo industrial

industrialFoi ontem apresentado no Museu da Chapelaria, em S. João da Madeira, o projecto “Circuitos pelo Património Industrial”, uma iniciativa que tem por principal objectivo projectar a cidade através de uma nova dimensão turística, pioneira a nível nacional.

Nos “Circuitos pelo Património Industrial” estão integradas seis empresas, duas instituições e um museu. São elas a Viarco, fábrica de lápis, a Helsar e a Evereste, do sector do calçado, a Cortadoria Nacional de Pelo e a Fepsa, da indústria da chapelaria, e a Heliotêxtil, fábrica de passamanarias. Ao projecto associaram-se também o Centro de Formação Profissional da Indústria de Calçado e o Centro Tecnológico do Calçado de Portugal, entidades às quais se junta o Museu da Chapelaria.

Os “Circuitos pelo Património Industrial” contemplam ainda o edifício da Torre da metalúrgica Oliva, que servirá de Welcome Center e de ponto de partida para a viagem pelo património industrial de S. João da Madeira. Aí poder-se-ão agendar as visitas às fábricas, solicitar o serviço de um guia turístico industrial, tirar dúvidas sobre as indústrias associadas ao projecto bem como fazer a marcação para participar nos diversos ateliers que o projecto oferece. A curto prazo o Welcome Center acolherá uma loja da Entidade Regional do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Com esta iniciativa, que explora o património histórico e industrial do concelho e dá a conhecer as inovações tecnológicas que traduzem a dinâmica empreendedora dos industriais sanjoanenses, a autarquia propõe-se oferecer um turismo de experiência idêntico àquele que já existe noutros países da Europa, como Espanha, França e Itália. O concelho de S. João da Madeira integra já, aliás, a rede de cidades de turismo industrial da Europa.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...