Restaurante 100 Maneiras lança manifesto pela defesa do sector

Em Março, Ljubomir Stanisic encabeçou o movimento #Tomates, que encorajava os restaurantes a fecharem portas como medida de contenção da COVID-19. Agora, com o País mergulhado novamente no estado de emergência, o restaurante 100 Maneiras (detido por Ljubomir Stanisic) partilha o Manifesto pela Hotelaria, Restauração, Arte e Cultura, onde elenca uma série de propostas para garantir a sobrevivência destes sectores de actividade.

«Há oito meses, em Março, muitos de nós tomámos a difícil decisão de encerrar os nossos estabelecimentos ainda antes do Governo o decretar. Comprometendo a sobrevivência dos nossos negócios, fechámos portas em nome da saúde pública. Para proteger os nossos clientes e equipas, para proteger as nossas famílias, para proteger o País de uma pandemia que não conhecíamos, não sabíamos exactamente como se propagava e da qual não sabíamos como nos poderíamos proteger», pode ler-se no manifesto do 100 Maneiras.

O restaurante lembra que as dificuldades (e as restrições) não diminuíram com a reabertura dos restaurantes, a 18 de Maio. «Desde Maio, nada foi como dantes. Suportamos uma crise que é de todos, cumprindo regras e limites impostos pelo Estado, mudando totalmente a nossa operação sem que tenha havido qualquer mudança nos nossos deveres e obrigações», afirma. E acrescenta: «Vivemos num Estado social. Pagamos os nossos impostos e contribuições para que, em caso de necessidade, estejamos protegidos. E exigimos, agora, essa protecção.»

Da lista de medidas sugeridas pelo 100 Maneiras encontram-se propostas como apoios financeiros a fundo perdido de maneira a compensar os prejuízos acumulados ao longo de oito meses; reposição do horário de funcionamento de restaurantes, bares e comércio local; isenção da TSU até 30 de Junho de 2021; redução da taxa de IVA até 31 de Dezembro de 2021; isenção de impostos nas rendas dos imóveis arrendados, durante o período de proibição de exercício da actividade; entre outras.

Além destas propostas, o restaurante 100 Maneiras convida à participação em dois protestos de rua, agendados para os dias 13 de Novembro, no Porto (Avenida dos Aliados), e 14 de Novembro, em Lisboa (Praça do Rossio).

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...