Quinta no Douro ajusta enoturismo aos novos tempos: ar livre são palavras de ordem

A Quinta do Pôpa, na EN222, entre a Régua e o Pinhão, reabriu portas mas não está exactamente igual ao que era quando teve de fechar devido à pandemia. Em pleno Douro, este espaço de enoturismo redobrou a aposta nas experiências ao ar livre, com novas zonas no exterior que prometem descansar os receios de quem teme sair de casa para descansar.

Agora com o selo Clean & Safe, a Quinta do Pôpa já tinha planeado investir no exterior ainda antes da pandemia mas a COVID-19 foi o empurrão necessário para concluir o projecto. Juntam-se ainda propostas exclusivas e à medida em que a privacidade do cliente é rainha, zonas para crianças e o facto de ser pet friendly.

Uma das novidades em termos de actividades são os chamados Wine Flights, momentos de degustação de três copos de vinhos, com explicação inicial por um elemento da quinta. Quem preferir, pode optar pelos Pôpa Picnic ou pelos Wine Lunch que, tal como os nomes sugerem, incluem também uma vertente gastronómica.

O Pôpa Picnic, por exemplo, tem uma duração prevista de 2h a 2h30, consoante o número de participantes, e inclui cesta com queijos e/ou enchidos, azeite e azeitonas, doces/marmeladas produzidas na quinta, pão regional, empadas ou rissóis, salada e outras iguarias.

Há também possibilidade de escolher uma cesta vegetariana ou para intolerantes ao glúten/lactose. Para beber, há uma garrafa de vinho da gama UnOaked (branco, rosé ou tinto) por cada duas pessoas.

Tendo em conta a limitação da lotação, a Quinta do Pôpa recomenda marcação prévia das actividades (sendo todas elas ao ar livre com excepção das visitas). É também possível reservar guias ou a quinta na íntegra.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...