Publicidade de Rooney à Nike banida no Twitter

A Nike tornou-se a primeira empresa a ter uma campanha publicitária na rede de microblogging Twitter banida no Reino Unido. A suspensão aconteceu depois de os jogadores ingleses Wayne Rooney e Jack Wilshere terem postado anúncios da marca sem identificar que se tratava de publicidade.

De acordo com a Exame brasileira, o regulamento da Advertising Standards Authority (ASA), o regulador do mercado publicitário do Reino Unido, determina que as personalidades que fizerem publicidade através dos seus perfis nas redes sociais devem deixar claro, na mesma publicação, que não se trata de um comentário ou de uma opinião pessoal, mas sim de publicidade.

O que não aconteceu, segundo a ASA, neste caso. No dia 1 de Janeiro, no âmbito da campanha “Make It Count”, a Nike lançou uma iniciativa que mostrava alguns atletas patrocinados pela marca a falar sobre as suas resoluções para o ano 2012. Neste dia, Wayne Rooney, jogador do Manchester United que tem quase 4,5 milhões de seguidores no Twitter, escreveu «A minha resolução – começar o ano como campeão e terminá-lo como campeão…», seguido da hashtag #makeitcount e de um link para a campanha da Nike. Para além de Rooney, também o jogador do Arsenal Jack Wilshere viu um tweet semelhante ser suspenso pela autoridade.

Em reacção, a Nike assume que havia conversado com os dois jogadores, que são patrocinados pela marca, sobre os seus planos para o próximo ano, mas defende que ambos são livres para inserir publicações ou comentar publicações de outros consumidores nas redes sociais.

A ASA refutou a posição da Nike, alegando que a parte final dos tweets foi acordada com um membro da equipa de marketing da marca, e reiterou que, neste caso, a mensagem publicitária não estava devidamente identificada. De acordo com o regulador, os jogadores deviam ter acrescentado a hashtag #ad ou #spon à mensagem.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...