Procter & Gamble reforça no e-commerce

pgO comércio electrónico nunca chegou sequer ao 1% das vendas da Procter & Gamble.

Mas, agora, a empresa está a querer aumentar essa percentagem em mais de cinco vezes à medida que tenta capitalizar o investimento crescente que tem vindo a alocar em media digital.

A informação foi avançada ontem na newsletter da Advertising Age, segundo a qual a P&G (e Bob McDonald, o seu novo CEO) está a contar que o comércio electrónico, incluindo as vendas através de “outlets” como o Amazon e o Walmart.com e dos seus próprios websites, chegue aos 2,7 mil milhões de euros. As vendas totais da Procter & Gamble são de 54,5 mil milhões de euros.

Se atingir o patamar estabelecido, a P&G multiplica por oito os 345 milhões por ano que obtém actualmente a partir do comércio electrónico.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão