Portugueses têm dúvidas sobre segurança informática

Apenas 35% dos portugueses sabe que phishing é considerada uma prática fraudulenta. Segundo o estudo sobre Literacia Financeira do Observador Cetelem, 13% diz que não se trata de fraude e 44% não sabe ou não responde, ignorando que phishing é uma técnica utilizada para obter dados pessoais de terceiros.

O mesmo estudo, realizado em colaboração com a Nielsen, indica que 47% dos portugueses inquiridos considera que a ASAE – Autoridade de Segurança Alimentar e Económica tem registo das instituições autorizadas a exercer actividade bancária, informação que não está correcta. Há também quem acredite que um site é seguro se tiver a marca da respectiva entidade (34%), o que é mentira.

Por outro lado, a questão que obteve mais respostas correctas está relacionada com a protecção contra a fraude através da recusa de envio do IBAN por email: 49% sabe que não deve enviar este dado via correio electrónico.

«Actualmente, cada vez mais aspectos relacionados com o dia-a-dia estão informatizados e é comum as pessoas utilizarem ferramentas digitais», afirma Leonor Santos, directora de Compliance e Jurídico do Cetelem, lembrando que é, por isso, necessário ter um maior conhecimento sobre o que pode ser considerado fraude.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...