Pôr um aparelho dentário e fazer o tratamento à distância? Já é possível

A Impress, rede de clínicas especializadas em aparelhos dentários transparentes, sediada em Barcelona mas presente no mercado português, lançou uma inovação que permite digitalizar o tratamento clínico de ortodontia invisível.

Trata-se de uma solução que pretende reduzir o risco de contágio pela COVID-19, através do acompanhamento remoto do paciente por parte dos profissionais de saúde. Como funciona? Depois de uma primeira consulta, a Impress envia o kit com os alinhadores para casa do paciente, que é depois acompanhado através de uma aplicação digital. Assim, a cada duas semanas, o paciente deve enviar scans da sua boca para que o profissional, com recurso a inteligência artificial, possa analisar a evolução do tratamento e validar a troca dos alinhadores.

Em entrevista à Marketeer, Diliara Lupenko, co-fundadora da Impress, aborda a importância desta inovação e fala também sobre os planos de expansão da startup no mercado português, onde tem vindo a crescer.

Diliara Lupenko, co-fundadora da Impress

Há apenas um ano no mercado português, a Impress conta já com sete clínicas no País, apesar da pandemia. Qual o balanço deste primeiro ano de actividade?

Foi um primeiro ano desafiante e inesperado, mas que terminou de uma forma bastante positiva. Tínhamos acabado de chegar ao País e tivemos de fechar portas, mas ainda assim, contra todas as expectativas, conseguimos manter a nossa actividade e crescer.

Ao longo deste primeiro ano, abrimos sete clínicas em Portugal, reunindo sempre as condições de segurança para receber os nossos pacientes, e apostámos fortemente na digitalização do nosso serviço, conseguindo conquistar a confiança dos portugueses para contarem connosco na hora de terem os seus sorrisos de sonho.

Qual o posicionamento da Impress e como se distingue de outras clínicas que também têm oferta de aparelhos dentários invisíveis?

Na Impress, posicionamo-nos enquanto uma healthtech que procura fazer uso da tecnologia para oferecer uma solução mais acessível, rápida e eficaz a quem nos procura, mas, essencialmente, distinguimo-nos pela nossa expertise. Na Impress, tratamos todos os tipos de casos, desde os mais simples aos mais complexos, e desde jovens adolescentes a adultos, contando para isso com uma equipa médica própria e especializada que, antes de iniciar o processo, assegura-se de que todos os exames médicos são feitos e que o paciente está em condições de iniciar o tratamento.

Somos especialistas em ortodontia invisível e o facto de nos focarmos apenas num serviço permite-nos investir todos os nossos recursos e profissionais no sentido de garantir os melhores resultados com o nosso tratamento.

Recentemente, lançaram uma app que permite o acompanhamento remoto dos pacientes. Como funciona?

Outro factor que nos diferencia e acrescenta valor prende-se exactamente com o nosso tratamento, que pode ser feito sem que os pacientes tenham de sair de casa. Graças a uma tecnologia inovadora, conseguimos, numa primeira instância, fazer um scan da boca do paciente e visualizar o sorriso final, ainda antes de iniciar o tratamento, num vídeo em 3D. Depois, o kit com os alinhadores é enviado para casa do paciente e este é, posteriormente, acompanhado através de uma aplicação digital. Essa app é o ponto de contacto entre paciente e profissionais: a cada uma ou duas semanas o paciente deve enviar scans da sua boca para que o profissional, com recurso a inteligência artificial, possa analisar a evolução do tratamento. Se a evolução for positiva e corresponder ao planeado, o paciente vai trocando os alinhadores de duas em duas semanas, mas caso haja alguma diferença entre o plano e o movimento dentário real, a equipa médica entrará em contacto para que o paciente se desloque à clínica e se possa resolver o desvio do plano inicial o mais rápido possível.

Desta forma, conseguimos oferecer um serviço de excelência, que não necessita das habituais deslocações à clínica para check-up e que permite obter melhores resultados num menor período temporal, além de um tratamento e atendimento 100% personalizado, onde o paciente é acompanhado pela equipa médica durante os sete dias da semana.

A pandemia de COVID-19 foi o catalisador desta inovação?

O nosso conceito é muito centrado na alta tecnologia e em fazer uso da mesma para inovar e digitalizar um serviço profundamente tradicional que exige uma presença constante do paciente. A nossa abordagem é, desde o início, profundamente digital, com um acompanhamento próximo através da nossa aplicação, que ajuda a detectar quaisquer interrupções imprevistas nos tratamentos e a antecipar possíveis problemas.

Ainda assim, a pandemia trouxe a oportunidade de explorar novas opções e serviços que foram muito bem-sucedidos e que tencionamos continuar a utilizar daqui em diante, como, por exemplo, as consultas iniciais virtuais com os ortodontistas. Além disso, a crise sanitária tem ainda ajudado a sociedade a compreender melhor o papel facilitador que o digital tem e que desempenhará cada vez mais no futuro da vida em comum, em qualquer sector, inclusive no da Saúde.

Quais os planos de expansão no mercado português para os próximos anos?

A nossa perspectiva é sempre a de crescer, inovar e melhorar o serviço que oferecemos e, nos próximos anos, essa máxima não será esquecida. A nossa missão é a de consolidar a nossa presença no mercado português e ter clínicas representadas em todos os distritos, incluindo nas ilhas.

Além disso, queremos assegurar a plena confiança do paciente no nosso tratamento e garantir que somos a sua primeira escolha neste tipo de soluções, procurando, para isso, apostar sempre nas tendências tecnológicas e digitais de modo a oferecer a melhor experiência e os melhores resultados médicos aos nossos pacientes, de forma mais fácil, rápida e acessível.

Texto de Daniel Almeida

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...