P&G doa 250 mil euros à Cruz Vermelha

Para o combate à pandemia da Covid-19, a P&G Portugal anunciou o contributo de 250 mil euros à Cruz Vermelha para a compra de material hospital e protecção individual.

Este contributo visa ajudar ao movimento da Cruz Vermelha Portuguesa #EuAjudoQuemAjuda, que pretende atenuar os efeitos da pandemia. Adicionalmente, em parceria com a instituição, a P&G irá distribuir 38 mil produtos das marcas Dodot, Pantene, h&s, Gillette, Evax, Tampax, Fairy e Neoblanc aos profissionais de saúde e famílias carências. No total, esses artigos atingem um valor estimado de 200 mil euros.

A P&G Portugal vai ainda oferecer máscaras e 250 litros de desinfectantes por semana. A esta iniciativa junta-se também a Fater, produtora dos produtos da marca Neoblanc, distribuídos pela P&G, através da oferta de 45 mil litros de lixívia.

A divisão portuguesa da multinacional irá ainda doar espaços de publicidade das suas marcas para a divulgação da campanha #EuAjudaQuemAjuda, recolhendo donativos e angariando assim uma verba ainda maior.

Várias marcas ajudam quem ajuda

Para além da P&G Portugal, são várias as marcas a unirem-se a este movimento da Cruz Vermelha Portuguesa. A Royal Canin vai contribuir para a compra de material descartável e protecção individual para melhorar a capacidade de resposta médica em contexto hospitalar.

A marca portuguesa de gin e aguardente Adamus também se associou ao movimento, doando 10 euros à Cruz Vermelha por cada venda efectuada.

A Nissan tomou a iniciativa de criar o movimento #EuCedoOMeuCarro apoiando a Cruz Vermelha Portuguesa com 21 veículos para o combate contra a Covid-19 em Portugal.

De referir que a Cruz Vermelha tem recebido o apoio de várias marcas que se uniram ao movimento “Nunca Desistir”, do Continente. O Santander, por exemplo, ofereceu 25 mil euros à instituição.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...