Pequenos grandes ateliers

atelier_Aspirando à liberdade criativa que acreditam faltar a estruturas como a de grandes agências de publicidade, os designers do Alva, do Interact Creative, da Fanq, do Maga e do This is Pacifica fundaram os seus próprios ateliers. Pequenos concentrados que prometem… ter grandes ideias.

É um mercado pulverizado e diverso o dos pequenos ateliers de design de comunicação. Para os seus fundadores, a agilidade possibilitada por estruturas leves – dois ou três designers – e sem intermediários é garantia de um melhor resultado criativo do que o oferecido por grandes agências. «A sectorização criativa fragiliza o projecto envolvendo muitos e demasiados», atiram Filipe Mesquita (33 anos), Pedro Serrão (32) e Pedro Mesquita (33), que criaram o This is Pacifica, no Porto, no final de 2006. «Assim, somos directores criativos uns dos outros», brinca Luís Alvoeiro, do Maga – atelier que, em 2010, e num ano em que praticamente era desconhecido, conquistou dois prémios no Festival Clube dos Criativos (para além do “melhor design”, também um ouro na categoria “design”, com uma agenda criada para os 20 anos da M2-Artes Gráficas). «As soluções novas são quase impossíveis de ser concebidas em grandes agências; aí são aplicadas fórmulas de sucesso», conclui o designer.

São ateliers que não vão a concursos – de uma forma geral – nem fazem new business… o trabalho “chega” pela “rede” de contactos. Até porque, exactamente por serem núcleos humanos concentrados, não é tão fácil investir tempo a trabalhar sem garantia de resultados para um concurso! «Todos os clientes e projectos foram gerados a partir de outros; o word of mouth tem sido muito positivo e tem alavancado todo o portefólio de clientes», dizem os designers do This is Pacifica, que à custa disso viram a sua facturação aumentar em 50% de 2009 para 2010.

Rede de contactos esta que tem existência sobretudo online, e que é dinamizada com a presença dos ateliers no Facebook, no Flickr, no Vimeo… e em algumas comunidades de design na web. E, mesmo assim, o Alva, o Interact Creative, a Fanq, o Maga e o This is Pacifica têm ou já tiveram em mãos marcas como Redbull, Absolut, Victoria, Louis Vouitton ou Zilian… e múltiplas no sector institucional e cultural – Museu Berardo, Serralves ou Fundação Calouste Gulbenkian, só para citar algumas.

PARA LER O ARTIGO NA ÍNTEGRA CONSULTAR EDIÇÃO IMPRESSA Nº177

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...