Outdoors avisam: há vidas à venda

Numa semana em que a atenção dos consumidores está centrada na Black Friday e nas promoções, a agência Gringo e a Akto – Direitos Humanos e Democracia alertam para o tráfico de humanos. A alusão ao mercado negro (black market) é o mote de uma campanha que mostra como há vidas à venda.

“Sabes como reconhecer vítimas de tráfico humano?” é a pergunta deixada pela organização não-governamental sem fins lucrativos. O objectivo é sensibilizar os portugueses para os sinais que podem evidenciar situações de tráfico.

A campanha está presente em outdoors com formato de 8×3 metros na Maia, Porto, Nazaré e Sintra. O espaço foi cedido gratuitamente pelo Grupo dreamMedia, que se associa também à iniciativa através das suas estruturas.

«As empresas devem assumir um papel mais activo em campanhas de responsabilidade social, onde as parcerias são muito mais do que mero vínculo comercial ou institucional, tratando-se inclusivamente de um dever cívico», comenta Ricardo Bastos, CEO da dreamMedia.

Além da divulgação no terreno, a campanha “Black Market – Há vidas à venda” está presente também no mundo online através de um site com informação sobre o tema. Só no ano passado, foram sinalizadas 168 vítimas de tráfico humano em Portugal, sendo que a maioria dos casos envolve violência, rapto, ameaça grave ou abuso de autoridade.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...