«O papel está a suportar o digital»

Já imaginou o que seria uma garrafa de vinho sem rótulo? E o tubo da pasta de dentes sem identificação? E como teria sabido mais acerca daquele produto que viu nas páginas da Marketeer e que após ter lido com o seu telemóvel o QR Code até acabou por comprar online? É toda esta indústria que representa a Apigraf – Associação Portuguesa das Indústrias Gráficas, de Comunicação Visual e Transformadoras do Papel. Por um lado, as indústrias transformadoras de papel e, por outro, as indústrias gráficas.

Segundo dados compilados pela Augusto Mateus & Associados, com aproximadamente 3500 empresas a laborar, o sector das Indústrias Gráficas e Transformadoras de Papel responde por cerca de 5% das empresas das indústrias transformadoras em Portugal, 4% do pessoal ao serviço desta indústria (25 mil empregos directos) e 3% do volume de negócios total da indústria transformadora (dois mil milhões de euros anuais).

Texto Maria João Lima
Fotografia Pedro Simões

Para ler a entrevista a José Augusto Constâncio, presidente da Apigraf, na íntegra, consulte a edição de Maio de 2014 da revista Marketeer.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...