Nova plataforma quer facilitar recrutamento em tempo de COVID-19

Depois de ter lançado a plataforma “Acolhe um Herói”, a agência uppOut apresenta o projecto “Acolhe um trabalho”. Ainda com a pandemia de COVID-19 como pano de fundo, a agência espera agora poder facilitar o processo de recrutamento de pessoas disponíveis para assegurar que a produção de bens essenciais em Portugal não pára.

A ideia surgiu no passado sábado em conversa com o escritório de advogados António Frutuoso de Melo e Associados sobre as dificuldades legais que existem. Segundo a uppOut, foram precisas apenas duas horas para desenvolver a solução para o problema: nasce “Acolhe um trabalho”, um mecanismo directo e online que identifica trabalhadores à procura de uma oportunidade e empresas com necessidades de colaboradores.

«As empresas estão com carência de pessoas para manter a produção de bens essenciais e, nesta fase de emergência, o Código do Trabalho não dá as respostas imediatas que são necessárias», afirma António Frutuoso de Melo. O advogado explica que «as normas aplicáveis ao estado de emergência permitem às autoridades públicas competentes determinar que quaisquer colaboradores de entidades públicas ou privadas, independentemente do tipo de vínculo, se apresentem ao serviço e, se necessário, passem a desempenhar funções em local diverso, em entidade diversa e em condições e horários de trabalho diversos dos que correspondem ao vínculo existente».

No entanto, conta, o melhor é seguir o caminho da colaboração e não o da imposição. Deve-se criar a possibilidade de a oferta e a procura se encontrarem o mais naturalmente possível e é aí que a nova plataforma pode ajudar.

«Hoje, vivemos numa era de pura digitalização e agilidade, é vital implementar as soluções rápidas e simples, para dar vazão às necessidades do mercado», remata Ricardo Paiágua, da uppOut.

As empresas que visitarem o site “Acolhe um trabalho” já podem apresentar as suas necessidades. As pessoas que procuram trabalho também. “Daí, correlaciona-se ambos, de forma idêntica ao Tinder, de acordo as características”.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...