Máscaras podem ser o novo canal de publicidade das marcas. Quem quer um logo na cara?

Basta uma passagem rápida pelas redes sociais para encontrar dezenas de anúncios ou páginas com máscaras de tecido disponíveis para ajudar os portugueses a cumprir as novas regras – passou a ser obrigatório utilizar máscara nos transportes públicas ou em lojas, por exemplo. No entanto, além de opções mais ou menos criativas, começam também a surgir máscaras personalizadas e com referências a marcas.

A Disney, por exemplo, anunciou o desenvolvimento de uma colecção de máscaras com algumas das suas personagens mais populares. O Universal Music Group apresenta também sugestões de máscaras com a imagem de bandas e músicos como Billie Eilish, Justin Bieber, Bob Marley ou Queen.

Mas estarão as pessoas dispostas a andar pela rua com um logo literalmente na cara? Segundo a AdAge, as marcas encontraram uma nova plataforma de publicidade que, inicialmente, foi vista com maus olhos. A Asos, por exemplo, retirou anúncios em que divulgava máscaras como se de um acessório de moda se tratasse. No mesmo sentido, o Facebook e a Google também começaram por banir quaisquer anúncios a máscaras faciais, mas reverteram entretanto a decisão.

Desenvolver, vender e, consequentemente, publicitar máscaras já não é encarado como uma acção de mau gosto, uma vez que as chamadas máscaras sociais ou comunitárias passaram a ser recomendadas. Agora que as lojas começam a reabrir portas e que o número de pessoas na rua deverá aumentar, as autoridades de saúde aconselham medidas adicionais de prevenção.

«Qualquer coisa que possamos fazer para celebrar e eliminar o estigma associado à utilização de máscaras – seja tornando-as mais elegantes ou divertidas – estaremos a incentivar e a normalizar a sua adopção», explica Jason Musante, global Chief Creative Officer da agência de Marketing Huge. Em declarações à mesma publicação, o responsável sublinha que abraçar este “novo normal” poderá ser crucial para salvar vidas.

Entre as empresas que já entraram na corrida às máscaras personalizadas com marcas, contam-se também a Warner Bros – com propostas com o Batman ou Looney Tunes – ou a NBA, a liga norte-americana de basquetebol.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...