Mango quer abrir entre 400 e 500 lojas em 2012

MangoA espanhola Mango prevê abrir este ano entre 400 e 500 lojas, distribuídas entre espaços próprios e corners em centros comerciais, um modelo de venda em que tem apostado nos últimos dois anos, adianta o Cinco Días. Enric Casi, director-geral da Mango, acredita que o grande investimento feito na inauguração de 800 corners entre 2010 e 2011 começará a apresentar resultados positivos no próximo exercício fiscal, num ano que espera ser “espectacular” para a insígnia.

«É um novo canal de distribuição que começámos a utilizar em 2010 e que necessita do seu tempo de maturação», afirmou, citado pelo mesmo meio. O responsável explicou ainda que os 800 corners distribuídos por todo o mundo implicaram um grande investimento e registaram poucas vendas por não disporem ainda de informação suficiente quanto aos produtos mais adequados para cada espaço. A intenção, revelou Enric Casi, é rentabilizar lojas e abrir mais.

China e Rússia são, para a multinacional liderada por Isak Andic, os mercados com mais potencial, adiantou Casi. Quanto à possível entrada em novos países o director-geral afirmou que se houver oportunidade, será aproveitada, ainda que tenha salientado que a Mango já se encontra em 107 mercados. «A expansão é cada vez mais complicada», garantiu.

A insígnia tem em construção um parque logístico em Lliçà d’Amunt, em Barcelona, que está a avançar de acordo com as expectativas, podendo ser inaugurado entre 2015 e 2016. A empresa prevê investir neste parque localizado em Can Montcau 360 milhões de euros. De referir que a Mango deu por encerrado o exercício de 2010 com uma facturação de 1.270 milhões de euros, um crescimento de 11% face ao ano anterior, ainda que os lucros tenham sido 10% inferiores.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...