Jardim Zoológico de Lisboa reabre portas a tempo de soprar as velas

O Jardim Zoológico de Lisboa abriu portas pela primeira vez em 1884. Agora, depois de algumas semanas sem poder receber pessoas devido ao novo coronavírus, este espaço está uma vez mais pronto para dar a conhecer dezenas de espécies animais e os respectivos habitais.

A reabertura coincide com a celebração do aniversário do Jardim Zoológico, que está a comemorar 136 anos de história. Entre os próximos dias 28 e 31, os visitantes terão acesso a uma agenda recheada de actividades e presentes… Para animais e humanos.

No que aos animais diz respeito, estão previstas várias instalações espalhadas pelo zoo. Na quinta-feira, dia 28, o objectivo é estimular os comportamentos naturais das espécies através de actividades a que se dá o nome de enriquecimento ambiental.

“O Jardim Zoológico desafia os seus visitantes a descobrirem as refrescantes ‘sobremesas’ nos chimpanzés ou as espetadas de folhas na instalação dos okapis, entre muitas outras”, explica o zoo em comunicado.

No mesmo dia, os visitantes terão oportunidade de descobrir alguns presentes escondidos pelo parque. Entre as ofertas, estão encontros com o biólogo junto da instalação dos tigres ou dos flamingos, bilhetes duplos para o Jardim Zoológico, inscrições num workshop ou a possibilidade de ser padrinho de um animal.

Quem não puder passar por Lisboa nos próximos dias, poderá celebrar o aniversário do Jardim Zoológico online. No dia 28, pela primeira vez, vão ser realizadas visitas guiadas interactivas e virtuais para famílias.

Já na sexta-feira, 29, o canal de YouTube oficial do zoo irá partilhar um vídeo de enriquecimento ambiental sobre as técnicas de caça utilizadas pelo tigre. Os mais curiosos poderão ficar a saber como é que este grande felino procura alimento.

Para finalizar as comemorações, no domingo, dia 31, está marcado para as 11h o “Encontro com o Biólogo”. Sob o tema “Invasoras vêm para ficar”, será possível descobrir, sem sair de casa, qual o impacto da introdução de espécies na Europa e de que forma podem pôr em causa a biodiversidade.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...