Iswari assina declaração europeia que pede travão à desflorestação

A portuguesa Iswari é uma das 40 empresas europeias a assinar uma declaração endereçada à Comissão Europeia a apelar para que sejam tomadas medidas no sentido de travar a desflorestação e a conversão dos ecossistemas. Gigantes como L’Oréal, Ferrero, Danone, Aldi, Groupe Bel ou The Body Shop também fazem parte da lista de signatários.

Uma vez que a natureza é o principal fornecedor da Iswari, a empresa assina esta declaração de modo a reforçar o seu compromisso com a protecção da biodiversidade. Especializada no desenvolvimento de superalimentos, a Iswari considera que “é urgente uma legislação comunitária para combater a desflorestação, estabelecendo condições equitativas para a introdução de produtos e bens mais saudáveis no mercado da União Europeia”.

Dados partilhados pela ANP|WWF, em Abril, indicavam que a União Europeia é um dos maiores importadores de desflorestação tropical e missões associadas. Portugal situa-se, de acordo com esta análise, no sexto lugar entre os Estados-membros com o maior consumo per capita associado à desflorestação dos trópicos.

A Comissão Europeia deverá apresentar uma proposta legislativa ainda este mês de Junho, que depois seguirá para o Parlamento Europeu e para a Conselho Europeu. Só após acordo entre todas as partes é que poderá nascer a nova lei de protecção das florestas e dos ecossistemas.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...