Inês Condeço: «O papel da FNAC continua tão presente como nunca»

O que ficará depois deste “buraco negro” do novo coronavírus? Que marcas iremos ter? E como é que passarão a estar e a comunicar? Não sendo possível qualquer previsão clara e certa, fomos, contudo, tentar perceber de que forma é que algumas das maiores empresas e marcas em Portugal estão a reagir e como esperam sair do momento mais crítico de todos os tempos, a nível mundial. Vamos todos dar a volta?

Inês Condeço, directora de Marketing e Comunicação da FNAC Portugal

O que está a ser feito, neste momento, para que a sua marca não perca relevância? E depois deste “buraco negro”, a sua marca será a mesma?

Num momento tão delicado como este, em que o País abranda, a FNAC não fica parada. Arregaçamos as mangas e estamos a trabalhar para que o acesso à cultura continue.

Lançámos o movimento #CulturaSemPausa para ajudar os portugueses neste período de isolamento social, incentivando-os a aproveitar esta situação para fazerem aquilo que andam a adiar há tanto tempo, ou ainda descobrirem novas experiências, novas paixões. Estamos ainda solidários com todos os artistas e autores, que têm sido inexoráveis neste contexto para que a cultura em Portugal não pare.

E como é que conseguimos isso? Disponibilizamos conteúdos com sugestões de livros para ler, de jogos e actividades para as famílias com crianças em casa, e muito mais. Estamos a criar Fóruns FNAC Virtuais com horas do conto, showcases, aulas de música, para fazer chegar a cultura até às pessoas, usando para isso as nossas plataformas digitais como Instagram, Blogue, YouTube e Facebook.

Tentamos potenciar as comunidades e fazer a ponte entre pessoas que nutrem a mesma paixão, quer através da criação de um clube do livro virtual, por exemplo, ou de lives onde a comunidade FNAC se pode juntar em partilha. Aconteceu, no Dia Mundial da Poesia, em que enchemos o nosso Instagram com autores a declamar poesia.

Estamos ainda a ajudar as pessoas a potenciar o teletrabalho com conteúdos de tecnologia. Para isso, criámos no nosso site a landing page #StayAtHome, onde disponibilizamos sugestões de actividades, equipamentos e muito mais.

Mas a FNAC vai ainda mais além. A nossa responsabilidade social leva-nos a estar junto de quem mais precisa e por isso mantemo-nos sempre disponíveis para apoiar os profissionais de saúde.

Acreditamos que o papel da FNAC de levar a cultura, lazer e tecnologia a todos os portugueses de forma fácil e acessível continua tão presente como nunca. Tivemos de ajustar procedimentos, pois esta situação é nova para todos, mas a nossa missão continua viva e mobilizadora de toda a equipa FNAC.

Nomeadamente, alterámos horários e procedimentos de loja para reforçar a segurança e higienização, aumentámos prazos de troca e reforçámos os stocks online, para os quais temos portes grátis para todos os aderentes.

Mantivemos sete lojas abertas, o acesso restrito e horário reduzido, para garantir serviços mínimos e dar respostas a situações excepcionais. Apesar de termos interrompido as nossas campanhas, todo o nosso esforço é focado no cliente para garantir que continue a ver a FNAC como a referência onde pode sempre contar com o apoio e expertise dos nossos colaboradores.

Este espírito da equipa FNAC sem dúvida transbordará para o cliente e juntos vamos continuar a fazer da FNAC uma das marcas mais fortes em Portugal.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...