HTC fecha o ano com lucros a cair 91%

A HTC, a segunda maior fabricante asiática de smartphones, apresentou um resultado líquido de mil milhões de dólares de Taiwan (cerca de 26,45 milhões de euros) no quarto trimestre de 2012, o que representa uma quebra de 91% em relação aos 10,94 mil milhões de dólares de Taiwan (289,3 milhões de euros) arrecadados em igual período do ano anterior.

Os lucros da fabricante taiwanesa recuaram pelo quinto trimestre consecutivo, e atingiram o valor mais baixo desde 2006, ano em que a empresa começou a vender smartphones de marca própria.

Entre Outubro e Dezembro de 2012, as receitas da HTC recuaram 41% em termos homólogos, para 60 mil milhões de dólares de Taiwan (1,59 mil milhões de euros), informa a empresa em comunicado, citado pelo The Wall Street Journal.

Os resultados desapontantes da HTC, que no ano passado perdeu o estatuto de principal fabricante de smartphones Android nos EUA para a Samsung, têm tido repercurssão directa na quota da empresa naquele mercado, que representa cerca de metade das suas receitas. No terceiro trimestre de 2012, a empresa, sediada em Taoyuan, tinha uma quota de mercado de 4% nos EUA, contra a participação de 10,3% que registou no mesmo período do ano anterior, segundo dados da analista de mercado Data Corp, citados pelo The Wall Street Journal.

Os resultados demonstram que, apesar do sucesso do modelo de alta gama Butterfly, lançado em Dezembro passado (muito tempo depois do lançamento do iPhone 5 e do Samsung Galaxy S III), a marca taiwanesa não tem conseguido acompanhar a concorrência da Apple e da Samsung no mercado norte-americano, o que poderá obrigá-la a mudar o foco da sua estratégia para os mercados emergentes.

Recorde-se que, recentemente, a HTC e a Apple assinaram um acordo que permitiu que as empresas resolvessem todos os processos judiciais que disputavam em vários mercados sobre a violação de patentes em dispositivos móveis. A HTC foi mesmo a primeira empresa que a Apple processou, antes de ser envolvida em outros litígios com empresas como a Google ou a Samsung.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...