Gonçalo Castel Branco (Lohad): «Ainda não se vê luz ao fundo do túnel nos eventos»

É certo que têm surgido alguns eventos, altamente impactados por medidas de segurança e higiene, mas ainda longe do necessário para o sector recuperar. Gonçalo Castel Branco, CEO da Lohad, afirma que a incerteza ainda predomina, pelo que é fundamental ser resiliente para dar resposta aos desafios.

«Ainda não se vê luz ao fundo do túnel nos eventos. Já se viram várias luzes, mas que depois se apagam. Temos de continuar a ser resilientes e adaptativos. Felizmente são skills que o sector sempre teve. Mas não sabemos quando é que tudo isto vai acabar, pelo que vamos ter de continuar a improvisar», afirma o responsável no âmbito da 16.ª Conferência Marketeer, tendo participado na mesa redonda “Eventos – as novas tipologias e os seus desafios. Vieram para ficar?”.

O responsável afirma que é necessário gerir os clientes de forma justa e transparente, não sendo sensato exigir demasiado ao mesmo ou tentar aproveitar esta fase para retirar dividendos da instabilidade dos clientes. Ou vice-versa.

«Se os clientes não demonstram essa sensibilidade, temos de mudar de clientes», remata. Assista ao vídeo.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...