“Freelancer do Dia CCP by Marketeer”: João Carlos

É difícil sobressair por entre dezenas de curriculos. A partir de certa altura, os nomes confundem-se e aquele que poderia ser o par perfeito para um projecto na calha acaba por fugir. Partindo do directório lançado pelo Clube Criativos Portugal (CCP), a Marketeer propõe conhecer melhor alguns dos talentos freelancers nas áreas da criatividade e comunicação.

João Carlos (fotógrafo) é o mais recente protagonista da rubrica “Freelancer do Dia CCP by Marketeer”, que apresentará, duas vezes por semana, exemplos de quem decidiu aventurar-se por conta própria.

Qual é o trabalho de que mais te orgulhas?

Esta resposta não é fácil, são muitos anos! Ao criar para tantos clientes incríveis nas últimas décadas torna-se difícil eleger uma campanha. Eu encaro cada projecto de uma forma única e aprendo sempre algo novo. Cada trabalho é uma oportunidade para criar algo melhor. Em tempos fotografei um santuário de burros e criou-se um livro cujas receitas reverteram para o santuário. Acho que quando consigo juntar a minha arte e trabalho social é sempre muito gratificante. Outro exemplo, as Mulheres de Eunuco, campanha feita com a Abraço.

Qual é o projecto que queres fazer a seguir?

Ui… Outra resposta inda mais desafiante! Cada vez mais quero trabalhar para causas dignas e com marcas que acreditem nessas causas. Todos podemos contribuir para um mundo melhor, basta escolher fazê-lo todos os dias. Um dia de cada vez.

Porque é que te devem contratar?

Para além das razões óbvias (sou experiente e um problem solver nato), uma das minhas maiores mais-valias é a capacidade de interpretar um briefing e criar algo real e palpável, procurando sempre soluções para os conceitos mais desafiadores.

O que achas da situação actual que vivemos?

Isto é uma fase de mudança para todos nós, temos que aproveitar para perceber o que realmente é mais importante!

Desde quando és freelancer e o porquê dessa decisão?

Eu sou freelancer desde de sempre (haha). Sou fotógrafo há mais de vinte anos. Primeiro como assistente do grande João Palmeira e, depois, quando saí do estúdio, passei a ser assistente freelancer o que me deu uma oportunidade gigante de aprender muito, trabalhar com clientes diferentes todos os dias em projectos diferentes. O que faz com que nunca me canse. Além disso, é uma profissão que me desafia a estar sempre actual em relação ao que se passa no mundo à minha volta. E isso faz de mim um melhor profissional (pelo menos tento sê-lo todos os dias).

Quais as vantagens e desvantagens de ser freelancer?

A vantagem é clara: a diversidade de estar sempre a contactar pessoas novas. Além disso, não tenho horários inflexíveis: sou
patrão de mim mesmo. Nas desvantagens, a clara insegurança do dia-a-dia, pelo facto de não ter rendimento fixo ou garantido; às vezes pode ser muito difícil!

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...