“Freelancer do Dia CCP by Marketeer”: Diogo Ferreira

É difícil sobressair por entre dezenas de currículos. A partir de certa altura, os nomes confundem-se e aquele que poderia ser o par perfeito para um projecto na calha acaba por fugir. Partindo do directório lançado pelo Clube Criativos Portugal (CCP), a Marketeer propõe conhecer melhor alguns dos talentos freelancers nas áreas da criatividade e comunicação.

Diogo Ferreira (designer) é o mais recente protagonista da rubrica “Freelancer do Dia CCP by Marketeer”, que apresentará, duas vezes por semana, exemplos de quem decidiu aventurar-se por conta própria.

Qual é o trabalho que mais te orgulha?

Acho que posso destacar a identidade que desenvolvi a convite da Fiamma e da Mistaker Maker para o projecto #AllTheArtists, não só pelo meu trabalho em si mas também pelas pessoas envolvidas e pelo verdadeiro intuito do projecto, que tem como objectivo promover algo que é tão importante para toda a gente e que nós, como designers e como parte deste grupo de agentes culturais, devemos cuidar principalmente nos tempos actuais: acultura.

Qual é o projecto que queres fazer a seguir?

Esta não é uma pergunta fácil de responder porque não existem projectos perfeitos mas penso que quero continuar a trabalhar com clientes que me dêem liberdade para criar sem estar restringido a ideias já pré-estabelecidas, o que muitas vezes acontece e não nos permite acabar com o projecto que desejávamos. Além disto, gostaria de continuar a desenvolver projectos dentro da área do branding e identidade visual sendo a minha área de especial foco.

Porque é que te devem contratar?

Penso que devem fazê-lo caso se identifiquem com o meu trabalho principalmente e pelo facto de ser um designer multidisciplinar, o que acho que é uma grande mais-valia hoje em dia. Além disto, só posso dizer que comprometo-me sempre a fazer o meu melhor pois ao trabalhar com um cliente criamos uma relação mútua em que não só espero superar as expectativas dele como fazer algo de que eu próprio goste e me orgulhe.

Como vês a situação actual?

Não é uma situação nada fácil, o mundo parou por completo e é claro que isso tem consequências. Acho que esta é mais que nunca a altura certa para reflectirmos sobre a actual situação que vivemos e o que devemos alterar. E nós como designers temos um papel importante no meio disto!

Tal e qual como em qualquer sector, a nossa profissão muito provavelmente vai ser ou já está a ser afectada mas, sendo assim, devemos ver isto como uma oportunidade para desenvolver projectos próprios e procurar formas de nos promover, não só a nós próprios como à importância que o design tem na sociedade contemporânea.

Desde quando és freelancer e porquê essa decisão?

Comecei a trabalhar como freelancer hà cerca de dois anos quando terminei a minha licenciatura em Design na Universidade de Aveiro. Acabei por decidir continuar os estudos para mestrado mas com uma menor carga de trabalho e com um foco muito mais teórico. Senti a necessidade de começar a desenvolver outros projeetos e começaram a surgir algumas oportunidades. Desde então, tenho tido a sorte de conseguir trabalhar para diferentes clientes e agora que estou a terminar o mestrado vejo com bons olhos a opção de começar a trabalhar a tempo inteiro como freelancer.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...