Fox e NFL banem anúncio da Super Bowl

A GNC, marca de vitaminas, suplementos alimentares e produtos dietéticos, tinha tudo preparado para apresentar um novo anúncio durante o intervalo da Super Bowl. Porém, a NFL (liga norte-americana de futebol) e a Fox (canal que vai transmitir o evento) proibiram a presença da marca.

De acordo com a AdAge, a proibição deve-se ao facto de cerca de 3% dos produtos da GNC incluir duas das 162 substâncias banidas da NFL. Agora, a GNC enviou uma carta à Fox em que anuncia a sua intenção em avançar com uma acção legal contra a empresa, alegando que sofreu “danos económicos e reputacionais significativos”.

Na carta citada pela mesma publicação, a marca garante que perdeu oportunidades devido à decisão do canal e da NFL. A GNC informa ainda que a Fox lhe tinha vendido um espaço de 30 segundos para que pudesse apresentar o seu anúncio.

A marca afirma ter “gasto milhões de dólares na produção e desenvolvimento de uma campanha nacional de marketing e rebranding em torno deste anúncio em específico”. O objectivo era reapresentar-se ao mercado com uma nova imagem, tendo como ponto de partida o anúncio para a Super Bowl.

A acção legal que a GNC irá promover contra a Fox tem por base a alegada falta de informação providenciada pelo canal à marca. De acordo com a GNC, a Fox nunca indicou que o anúncio teria de ser aprovado pela NFL, tendo inclusivamente dado luz verde ao anúncio em duas ocasiões diferentes.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?