FLiP 10 ajuda com o português

Já está disponível a nova edição do FLiP – Ferramentas para a Língua Portuguesa, programa desenvolvido pela Priberam que permite a correcção ortográfica e sintática da língua portuguesa em aplicações de processamento de texto e edição digital. O software, que está a celebrar 20 anos de existência, é agora compatível com Windows 10, Office 2016 e as aplicações da Adobe, como o InCopy e InDesign.

O FLiP 10 inclui funcionalidades com um léxico geral e dicionários temáticos – em áreas como as artes, ciências naturais, ciências históricas ou até mesmo linguagem informal – totalmente revistos, um conjugador de verbos e uma nova edição do Dicionário Priberam, que passou de cerca de 100 mil para mais de 120 mil entradas.

Carlos Amaral, CEO da Priberam, garante que o programa tem «uma capacidade de correcção de erros cerca de cinco vezes superior» em relação às ferramentas de correcção ortográfica e sintática nativas do Office 2016, comercializado pela Microsoft. De acordo com o responsável, a empresa está também a estudar a possibilidade e viabilidade do lançamento de uma versão compatível com os dispositivos móveis Android.

No mercado português, o FLiP 10 está, pela primeira vez, disponível para compra apenas através de download, com um custo de 59,99 euros. Já a actualização a partir das versões 7, 8 e 9 pressupõe o pagamento de 39,99 euros.

Para além de Portugal, o FliP é também distribuído em Angola, Moçambique, Macau e conta ainda com uma versão específica para o mercado brasileiro.

Neste momento, as tecnologias de língua representam cerca de 80% da facturação da Priberam, que ronda 1,1 milhões de euros. Desses, 20% correspondem às vendas do FLiP.

Texto de Daniel Almeida

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo