Everything is New traz actrivista chinês Ai Weiwei a Portugal

Já a preparar a agenda cultural do próximo ano? Entre 4 de Junho e 28 de Novembro de 2021, a Cordoaria Nacional, em Lisboa, receberá uma exposição assinada por Ai Weiwei, artista contemporâneo e activista chinês cujo trabalho será exibido em Portugal pela primeira vez.

Segundo a Everything is New, “Rapture” é a primeira exposição internacional com esta dimensão a ser anunciada na Europa em tempo de pandemia. Álvaro Covões, director da produtora também responsável pelo festival Nos Alive, por exemplo, adianta que dos seus desejos é que Portugal se posicione na dianteira enquanto país que produz conteúdos e organiza eventos de cultura já a pensar no regresso à “normalidade”.

Para isso, conta com Ai Weiwei como parceiro. Eleito o artista mais popular do Mundo este ano pela The Art Newspaper, é conhecido pela forma como se envolve em temas políticos e como combina a sua arte com questões sociais e de direitos humanos. A exposição “Rapture”, com curadoria do brasileiro Marcello Dantas, promete dar a conhecer alguns dos trabalhos mais icónicos do artista e, ainda, obras originais desenvolvidas em Portugal e que exploram técnicas tradicionais revisitadas.

“Rapture” tem três significados possíveis: momento transcendente que liga a dimensão terrena e a dimensão espiritual; sequestro dos direitos e liberdades de cada um; e a ligação entre o entusiamo sensorial com o Êxtase. Para Ai Weiwei, a exposição junta todas estas interpretações, resultando num espaço dividido em duas partes: realidade e fantasia.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...