Este equipamento mede a temperatura à distância e detecta uso (ou não) de máscara

A Beltrão Coelho é mais conhecida pelos serviços de impressão, mas o COVID-19 levou a empresa a comercilizar uma solução destinada a promover a segurança em ambiente de trabalho. O equipamento disponibilizado pela Beltrão Coelho, e desenvolvido pela Quantico Solutions, permite medir a temperatura à distância, sem contacto físico, e ainda detectar quem está ou não a usar máscara.

Segundo a companhia, trata-se de uma solução não intrusiva pensada para trabalhadores e clientes. No que à temperatura diz respeito, o equipamento conta com uma câmara termográfica que permite perceber se um colaborador tem febre através de infravermelhos e a uma distância entre 30 centímetros e 1,5 metros. A taxa de precisão é de 0,3°C.

É possível também a integração com os sistemas de leitura de ponto das organizações de modo a identificar o trabalhador, mesmo com máscara colocada. Neste caso, a taxa de precisão é de 99%. A Beltrão Coelho garante ainda que o equipamento pode ser um aliado na monitorização da utilização da máscara.

Armazéns e fábricas mas também restaurantes, farmácias, hotéis, lojas, supermercados, bancos ou centros comerciais são alguns dos possíveis locais de implementação da novidade. No caso de estabelecimentos comerciais, a função de reconhecimento facial é desactivada de modo a garantir a protecção dos dados pessoais dos clientes.

«É cada vez mais importante pensarmos na retoma da nossa economia garantindo a segurança das nossas pessoas. É importante trazermos as pessoas de volta às fábricas, às lojas, aos restaurantes, dinamizar os nossos negócios para evitar uma crise como a de 2008», sublinha Ana Cantinho, directora-geral da Beltrão Coelho.

A responsável explica que soluções como esta podem substituir um registo de ponto manual, evitando contactos físicos. Podem também ajudar a manter um estabelecimento público seguro: «Só transmitindo segurança será possível tentarmos regressar à normalidade e seguir as normas de recomendação da Direcção-Geral da Saúde.»

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...