Em busca de um novo podcast? Joana Amaral Dias fala sobre psicopatas

A história de “Mata Leoa”, o homem que matou a freira “Tona” e que profanou o cadáver, em Setembro do ano passado, é o ponto de partida para o primeiro episódio do podcast de Joana Amaral Dias. Chama-se “Psicopatas Portugueses” e dedica-se a contar e analisar casos criminais com origem no território nacional.

O podcast da psicóloga clínica e activista terá 12 episódios, publicados de duas em duas semanas. Cada episódio tem a duração de cerca de 30 minutos e foca-se numa história diferente. A estreia está marcada já para esta sexta-feira, dia 27.

O podcast dá continuidade ao trabalho desenvolvido por Joana Amaral Dias em formato literário. Dar voz a estes casos apresenta-se como a transição natural: «As séries de ‘true crime’ têm muitos seguidores em todo o mundo. Há um certo fascínio – não confundindo com admiração – pela maldade de que o ser humano é capaz. Quando os casos acontecem muito próximo de nós, ainda mais curiosidade gera. Assim, e considerando o crescimento dos podcasts a nível nacional e internacional, faz todo o sentido trazer para este mundo as histórias dos maiores psicopatas portugueses. Vamos ter casos incríveis, descer às profundezas perversas da mente desses psicopatas. Vai ser uma galeria de horrores», afirma Joana Amaral Dias.

“Psicopatas Portugueses” reforça o catálogo da Bruá Podcasts, uma produtora independente dedicada a este formato de áudio. Segundo a Bruá, os vários episódios poderão ser encontrados em qualquer plataforma de podcasts.

Além da nova aposta assinada por Joana Amaral Dias, a Bruá Podcasts também é a produtora de projectos como o “Como Assim” (Ana “Ni” Ribeiro), “Sumo D’Uva” (Afonso Ferreira), “Querem Drama?” (Mia Tomé), ou “A Culpa é Delas” (Patrícia Soares).

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...