E se adoptasse um Anjinho de Natal?

“Este Natal, adopte um Anjinho do Exército de Salvação e ofereça um presente a quem mais precisa”, ouve-se na mais recente campanha de divulgação do programa Anjinhos de Natal. Uma vez mais, os portugueses são chamados a oferecer presentes a crianças de famílias carenciadas, num gesto que é totalmente anónimo.

A comunicação da edição deste ano da iniciativa de Natal do Exército da Salvação conta com criatividade da Wunderman Thompson e produção da Krypton. Junta-se ainda a antiga jornalista Patrícia Matos, que agora assume o papel de embaixadora do projecto que ambiciona chegar a mais de 4.500 crianças.

Para participar basta analisar a lista de desejos que chegam ao Exército da Salvação e escolher aquele que se quer realizar, sendo que podem aderir empresas ou particulares.

“A mecânica de adopção dos Anjinhos é feita de forma a manter a dignidade dos pais e permitir que estes possam oferecer um presente aos filhos pelas próprias mãos”, segundo é explicado em comunicado. Por isso mesmo, os presentes angariados são entregues pelas famílias e não por quem faz o donativo.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...