Disney aposta em produções noutras línguas para atrair espectadores europeus

À medida que a base de subscritores do serviço Disney+ cresce também o catálogo de filmes e séries aumenta. E, tendo em conta a expansão da plataforma de streaming no continente europeu, é necessário investir em produções noutras línguas que não o inglês: segundo Jan Koeppen, presidente da Disney na Europa, a aposta vai para produções em francês, alemão, italiano e holandês, por exemplo.

Em entrevista ao Financial Times, o responsável avança que estes conteúdos locais ajudarão a alimentar o crescimento do Disney+, estando previstos 50 novos programas originais até 2024.

«O streaming tem-se tornado realmente parte das nossas vidas de uma forma importante», sublinha Jan Koeppen, acrescentando que a Disney pretende aproveitar ao máximo os novos comportamentos. Segundo o responsável, já não se trata de uma tendência na Europa, mas sim de um hábito de consumo que está a ficar massificado.

O Disney+ conta com 95 milhões de subscritores a nível mundial e ambiciona chegar a 250 milhões até 2024. Uma estimativa da Ampere Analysis aponta para que cerca de 13 milhões deste total de subscritores corresponda a espectadores na Europa. A Netflix, por comparação tem 63 milhões de subscritores neste continente.

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...